<$BlogRSDUrl$>

Monday, June 28, 2004

Goodbye Sunset
 



Quando faço exame de consciência, lembro-me de vários “agoras” que foram perdidos e que não voltam mais.

Na realidade, o que nos impede, na maioria das vezes, de ter o que queremos, ser o que sonhamos, fazer o que pensamos e aceitar com o coração a ousadia que não cultivamos. A ousadia é, geralmente, escrava do medo...

Quantas vezes perdemos a oportunidade de sermos felizes, pelo medo de ter ousadia de amar. Medo de ousar porque o objecto do amor era mais bonito, mais alto, mais rico, mais jovem, mais culto... e aí... o tempo passou e o agora também...

Quantas vezes reaprendemos a sonhar e voltamos a perder a oportunidade de realizar um grande sonho, por não termos coragem de ousar, de arriscar deixando para depois ou para mais tarde o que deveria ser naquele agora...

Quantas vezes não pronunciamos, no momento oportuno, as palavras que gostaríamos de dizer, pelo medo de parecermos ridículos e imaturos...

Quantas vezes ficamos por medo de partir. Quantas vezes partimos por medo de ficar.

Quantas vezes dizemos baixinho o que na verdade gostaríamos de gritar.

Quantas vezes deixo partir por Amor?

Quando vou lutar por quem Amo lutar apenas por mim?!

Quantos agoras vou perdendo.




This page is powered by Blogger. Isn't yours?