<$BlogRSDUrl$>

Saturday, July 17, 2004


 
“Noite é querer, é poder, é disfarce, é deixar para trás e largar. Escuro é esconder, é guardar, é um livro esquecido e papel para escrever.

Há uma janela no rio, há um monte a tapar, há vento que entra... frio..e tu a olhar.

Mais uma carta rendida, mais um cenário que manda dançar; Mais uma dança perdida e a noite só para lembrar.

Festa é gritar, é ganhar, é correr, é fugir demais, ... fugir demais...

Noite é poder, é querer, é chorar em teus braços, teus olhos, teus traços, teus lábios, meus paços e em ti eu acabo meu fado,  teu fado é meu fado, em ti eu acabo...”



This page is powered by Blogger. Isn't yours?