<$BlogRSDUrl$>

Tuesday, August 31, 2004



Estou ausente … ausente de mim, a mente está parada … nada é suficiente, nada!

Há medida que os ponteiros vão andando, sinto-me ainda mais surda neste fim de dia alucinado…

Como me sinto?! Nem eu sei, ou melhor, sei … sinto-me invariavelmente sufocada, desencantada, cansada, desiludida … mas hoje tento esquecer o que me procuraram “vender” um dia - grande CANALHA - e hoje volto a escrever, assim desta maneira …

As palavras, as minhas palavras hoje são de facto vermelhas, são SANGUE vivo, no entanto não suplantam o meu pranto, hoje são sem nexo… sem noção e sem perdão…

Que importa os meus gritos? Que importa os meus lamentos? Não são ouvidos entre tantos outros lamentos … Que importa?! Que importa EU?!

E neste meu suplicar, quero acabar com a minha intolerância, indagações, alucinações … Mas não me contento e com isso continuo a gritar …

A janela está fechada … Encosto os meus dedos à janela, para do outro lado apenas poder tocar, ou simplesmente imaginar que ali entre os meus dedos posso desfrutar dos meus segredos…

Encosto os olhos à janela … para desejar, sonhar que posso tocar, ver, … e ... encosto as lágrimas à janela, para poder sentir, para poder lembrar que hoje estou a chorar!

Desta janela vejo outras janelas … outras casas, outras gentes, que tal como eu vão à janela antes que a noite caia; vejo cães abandonados, carros estacionados, alguém que me diz Adeus e longe, bem longe … vejo um reflexo, o meu reflexo debruçado na janela à espera que a noite caia…

Nem eu sei porque me sinto assim em direcção a um sentido sem rumo escolhido, em direcção a um sistema “Perfeito” Causa /Efeito... Mas que Importa? Que importa EU?!

Hoje estou ausente de mim …a mente está parada … nada é suficiente NADA!



This page is powered by Blogger. Isn't yours?