<$BlogRSDUrl$>

Tuesday, November 23, 2004



Os meus pés no tablier do carro, os cabelos ao vento, o teu sorriso lindo, o brilho dos teus olhos ...bastas-me tu para ser assim tão feliz!

Basta-me o teu cheiro doce, os teus sonhos, os teus beijos, as noites em que fazemos amor ...

Não te quero paciente, quero-te natural.

Os meus pés no tablier do carro, um braço sobre o meu ombro, uma gargalhada, uma piada ... Nesse momento esqueço tudo ... os problemas, a vida acidentada, basta-me olhar-te e ver-te descansado; então sonhamos juntos, em fugir ... não sabemos bem de quem ou de quê, apenas fugir, partir sem destino, passar o resto das nossas vidas sumidos, desaparecidos ... perdidos.

A mim ... basta-me acordar a teu lado todas as manhãs, regressar a casa e ter aquele beijo ardente à chegada; basta-me o banho juntos, o livro que lemos, a vida que aos poucos estamos a construir.

Os meus pés no tablier do carro, olhas-me e perguntas: "Vem viver comigo ... "
Continuamos "estacionados" junto ao mar, e continuas a sussurar-me ao ouvido: "Vem viver comigo ..."

De repente saio do carro, bato com a porta, de repente esqueci que não sou sonhadora, que tenho medo de voltar a sentir a "DOR", esqueci tudo, olho para ti, abro os braços e grito rodopiando: "Vamos fugir meu amor".

A resposta é SIM.



This page is powered by Blogger. Isn't yours?