<$BlogRSDUrl$>

Friday, January 28, 2005



Se eu não tivesse o dom
De inventar uma mãe, no espaço da terra,
Não sei se seria só alma ou só corpo,
Ou corpo sem alma, ou alma sem corpo.

Sei que assim,
Eu não sou, totalmente, um corpo
Fora da alma.
Sou um corpo e alma.

Há sempre um beijo metafísico de mãe.
Há sempre o meu corpo vivo
Dentro da minha alma viva,
Ainda que o meu corpo e alma
Brilhem por um beijo metafísico.



This page is powered by Blogger. Isn't yours?