<$BlogRSDUrl$>

Monday, February 21, 2005



Não me espantaram nada os resultados de ontem, não fui vítima de um mais um “choque”, assistimos à derrota de Santana Lopes e a muito curto prazo também assistiremos a um PS a olhar atarantado para a maioria absoluta que lhe caiu do céu.
Talvez fiquem para a história estes resultados, talvez não volte a acontecer a circunstância de um partido ter um naipe de circunstâncias tão favoráveis como as que se lhe ofereceram no quadro fresco da incompetência máxima a governar que foi a fuga de Durão e à passagem de Santana Lopes por São Bento.
Acho que são merecidos um e outro castigo, na medida em que se entenda castigo como forma de punição de pecado. Mas a questão está em saber se interessa punir ou redimir.Infelizmente, castigar não é parte da solução. A menos que houvesse hipótese de reedição com ajuste de casting, de dinâmica e, sobretudo, de projectos, mas não é o caso, porque estamos a falar de governação de um país em situação crítica dos pontos de vista da economia, do tecido social e da auto-estima.
Pela minha parte, confesso, gostaria que Sócrates e o PS fossem castigados pelas consequências da maioria absoluta, responsabilizando-os absolutamente pelas mudanças necessárias, perante o País.

Para terminar não ouso dizer Contem Comigo, nem me atrevo a dizer que Conto Convosco, mas eu só tenho um voto e não quero mais que este ínfimo poder de cidadania.



This page is powered by Blogger. Isn't yours?