<$BlogRSDUrl$>

Friday, March 18, 2005

Para ti Amanhã Pai
 



Cada vez que olho a porta, ainda espero vê-la abrir-se e surgires no umbral.Com o teu sorriso. A tua voz cálida.
Tento fingir que apenas estás fora e que voltas um destes dias, de surpresa.
A saudade aperta...Quero lembrar-me de tantos momentos, de tantos gestos. Eles surgem de forma atropelada, sem sequência. Mas instalam-se no meu pensamento e acompanham-me sempre.
Todos os dias.
Todas as horas.
Todos os minutos.
Dentro de mim.No pensamento e no coração.
Terás um sorriso. Mesmo que seja um sorriso triste.
E repito agora o que tantas vezes direi ainda.

Amo-te, tanto Pai…



This page is powered by Blogger. Isn't yours?