<$BlogRSDUrl$>

Saturday, October 22, 2005




Parece que vem chuva … daquela chuva miudinha de dia cinzento.
Hora propícia para nos beijarmos, debaixo da chuva miudinha;
Depois … depois corremos alegremente, por entre os campos sofridos de Outono, buscando abrigo, longe da chuva … perto do amor…

Os pés chapinhando nas poças, os cabelos molhados, escorregadios. Um sorriso que enche o mundo, brilhando o sol escondido…

Ninguém vê … só nós que encontrámos finalmente a hora propícia para nos beijarmos …

Parece que vem chuva …e eu, eu vagueio no teu espírito, por vezes desencontrado de mim, perdido em delírio. Depois respiro fundo … fundo … até ao fundo, fecho as mãos lentamente, fecho o pensamento e perco o conceito de dimensão … como desejava ficar eternamente ausente, não me consigo definir … sou aquilo que quiser…

Parece que vem chuva, aquela chuva miudinha …



This page is powered by Blogger. Isn't yours?