<$BlogRSDUrl$>

Friday, June 30, 2006



Às vezes sinto “um não sei quê”, como se quisesse gritar o que sinto, mas não sei o que sinto.
Por vezes sinto-me … Vazia;
Por vezes sinto-me perdida no mundo que criei, desorientada…

Por vezes sinto-me triste com a imagem reflectida no espelho … Desconhecida.

Por vezes sinto-me...
São tantas as vezes que perco a conta; São tantos os porquês, que sufoco, sufoco com as vezes que me sufoco!

São tantas as vezes em que espero, por ti, por alguém...por ninguém…

Não há caminho para mim, não enquanto estou parada.
Não enquanto estou de olhos fechados, não enquanto tiver medo.

Por vezes sinto-me capaz de vencer o mundo e nessa altura sou Eu
Por vezes sinto-me capaz de ir em frente …

Por vezes estas vezes são mais vezes, por vezes as outras vezes desaparecem
Risco-as de mim
Risco-as do meu dicionário
Levantei a cabeça...
E por vezes vou vencendo

Um dia depois do outro … por vezes são tantas as vezes que já lhe perdi a conta.



This page is powered by Blogger. Isn't yours?